Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Atividades extracurriculares para crianças. Até que ponto encher a agenda do seu filho de atividades é saudável.

Atividades extracurriculares são muito importantes para o desenvolvimento infantil e contribuem muito na formação intelectual e motora da criança, pois exercitam um lado de aprendizado que muitas vezes a escola não oferece. A habilidade de socialização também é outro ponto positivo das atividades fora de casa. Além da interação com outras crianças, elas acabam descobrindo habilidades e interesses pessoais, ganhando autonomia como indivíduo, gerando autoconfiança e estimulando a criatividade.

Porém, tudo o que é demais pode ser prejudicial. Até que ponto a quantidade de atividades extracurriculares pode ser positiva na rotina das crianças?

Crianças devem ter tempo livre para se divertir, brincar e descansar. Isso faz parte do seu desenvolvimento e é saudável. Ocupar cada minuto da agenda dos filhos com atividades (mesmo que benéficas e planejadas) pode causar um desgaste físico e emocional, podendo acarretar em pontos negativos como o stress e a sobrecarga.

Os  pais devem ficar atentos aos sinais dos filhos. Irritabilidade, sono alterado, cansaço e queda no desempenho escolar pode ser alguns sinais de que a criança está sobrecarregada.

Quanto mais nova a criança for, menos atividades ela deve ter, explica a professora Maria Angela Barbato Carneiro, da PUC-SP.

Acima de tudo, as atividades devem ser prazerosas pra criança e não uma fonte de obrigação ou sinônimo de tempo livre para os pais. Outro alerta importante é para não projetar seus sonhos nos seus filhos. O fato de você querer ter sido uma bailarina, pode não ser o que sua filha deseja para ela, por exemplo.

Bom senso para evitar sobrecarga e observação são as palavras-chave para que seu filho se divirta e se desenvolva de forma saudável e feliz.

E pro seu filho curtir ao máximo todas as atividades extracurriculares, olha só o que temos na nossa lojinha:

Kit esporte Sacochila

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *