10 dicas para estimular a criatividade infantil

Preparar o seu filho para que ele seja um bom profissional está na wishlist de qualquer pai. Mas já imaginou que, além de investir na educação escolar dos pequenos, o estímulo à curiosidade e à imaginação pode ser igualmente importante? É isso mesmo. A tão solicitada criatividade é algo que deve ser alimentado durante a infância, desde cedo. Pensando nisso nós separamos 10 dicas fáceis que vão ajudar você com os exercícios para a imaginação:

 

1. Tente organizar pelo menos uma vez por semana atividades criativas que você possa fazer junto com o seu filho. Por exemplo, a tarde de sábado pode ser reservada para a criação de um mural na parede do jardim, feito com pincel e tinta. Ou então, vocês podem se preparar para uma sessão de cozinha infantil, fazendo um bolo juntos. Varie muito, para que você possa perceber quais as atividades criativas que o pequeno mais gosta, e quem sabe, descobrir algum talento escondido. Dica: Tenha uma lista reserva de possíveis passatempos para os dias chuvosos.

 

2. A sua casa também deve ser um local de inspiração! Faça questão de encher as paredes de arte, fotografia e ilustração. Evite muito silêncio, uma trilha sonora sempre cai bem! Apresente todos os estilos musicais ao seu filho. Se puder, crie um “cantinho artístico” em casa – recheado com papel, cadernos, tintas, marcadores, lápis de cera, tecidos, revistas velhas e cola – onde as crianças possam expressar a sua criatividade de forma espontânea.

 

3. Motive as crianças a desenvolverem projetos diferentes de tudo aquilo que já viram, incentive-as a terem as suas próprias ideias e a executá-las. Você pode começar com perguntas como “o que será que aconteceria se…” para estimular a imaginação dos pequenos. Encoraje-os a terem a aberta e a experimentarem um pouco de tudo.

 

4. Quando seu filho pedir para que você faça um desenho, inverta a situação, diga que você adoraria ver o que ele consegue criar. Nunca espere perfeição ou maturidade de um projeto infantil, mas valorize a originalidade das pequenas obras de arte.

 

5. Tente dar igual (ou até mais importância) a todo o processo criativo, em vez de concentrar as atenções exclusivamente no resultado final. As obras-primas das crianças podem ser exibidas para toda a família, em uma espécie de mostra particular, essa é uma forma não só de aplaudir a criatividade da criança, mas também de incentivá-la.

 

6. Limite o tempo que os pequenos passam em frente à televisão, computador, videogames e celulares, mas não o tempo livre que têm para realmente brincar, criar e inovar. Incentive-os a criarem os seus próprios jogos, a organizarem peças de teatro ou a elaborarem um livro ou revista – é uma excelente forma de descobrirem e se apaixonarem pela sua imaginação.

 

7. Envolva-se nas brincadeiras das crianças, mas deixe que elas sejam os líderes. Desta forma além de ganharem confiança nas suas próprias ideias, elas vão perceber o que não deu certo e como fazer da próxima vez.

 

8. Faça questão de expor as crianças ao mundo da arte e da cultura: desde lições de música ou de dança, passando por visitas frequentes a museus, galerias de arte e até concertos e peças de teatro. Desde que possam apreciar, haverá sempre alguma coisa que vão retirar destas experiências, permitindo ainda o desenvolvimento de um gosto que vai acompanha-los durante o resto da vida.

 

9 . Impulsione as crianças a fazerem perguntas, e as envolva nas próprias respostas. Estimule-os a dizerem “porque as pessoas pensam assim?” ou “se isto fosse diferente?”.

 

10. Passem um tempo ao ar livre, explorando o bairro ou fazendo pequenas viagens até o campo, praia ou outra cidade. Apreciem a beleza das nuvens, das árvores, do mar, dos riachos, dos pássaros, das flores, dos arranha-céus e dos habitantes das cidades.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *