Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

4 fatores que influenciam no crescimento do seu filho

Medimos nossas crianças desde a vida intrauterina e até certa idade, o desenvolvimento delas segue um padrão. Quando maiorzinhas, começam as comparações com os coleguinhas. Ser maior ou menor que outras crianças não significa que há algo de errado com seu filho.

Alguns fatores como gênero e genética contam muito, mas eles são responsáveis por 80% da estatura final da criança, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria. Os outros 20% são fatores externos e a boa notícia é que você pode observar e estimular seu filho a se desenvolver melhor. Vamos ver quais são eles?

1- Atividade física

É conhecido que a atividade física pode afetar o crescimento infantil. Na dose certa, ela estimula os músculos e gasta a dose exata de energia que cada fase da criança precisa. O perigo está no excesso. Quando submetidas a fortes padrões de treinamento, a criança pode ser prejudicada em seu crescimento, desacelerando seu desenvolvimento. Portanto, nada de encher a rotina dos filhotes 24h com atividades físicas!

2- Coma ovo!

O sucesso do ovo para o desenvolvimento infantil está ligado às altas quantidades de proteína e vitaminas presentes no alimento.  As proteínas são fundamentais para o desenvolvimento de todos os tecidos do corpo, inclusive os músculos. A deficiência delas está diretamente ligada à perda de massa muscular.

3- Coma bem!

E não é só ovo o grande responsável pelo crescimento das crianças. Ter uma dieta deficiente em nutrientes faz o corpo poupar energia, prejudicando o crescimento.

Por isso, é importantíssimo que a criança tenha acesso a uma grande variedade de alimentos, principalmente nos 3 primeiros anos de vida. Alimentação saudável e dieta equilibrada são fundamentais para o crescimento.

cardápio semanal

4- É hora de dormir

Muitas crianças quando novinhas brigam com o sono. Mal sabem elas que o descanso é fundamental para o crescimento. Isso porque o hormônio do crescimento é produzido durante o sono, principalmente à noite. E atenção! Não vale compensar a falta de sono noturno de dia!  Além de ser prejudicial ao crescimento, crianças que dormem pouco podem desenvolver outros problemas de saúde.

Que tal ficar de olho no desenvolvimento do seu filho?

régua de crescimento

 

Gostou das dicas?

Um super beijo,

Fabee

 

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *