Como impor limites às crianças

Como impor limites às crianças

Há quem afirme que impor limite às crianças é algo que todos os pais sabem fazer. Afinal de contas, não fazemos a vontade dos pequenos quando eles insistem em querer brincar com algo perigoso, como facas ou remédios, não é mesmo? Ou seja, saber dizer não é a chave para aplicar disciplina nas crianças.

Segundo a psicopedagoga paulista Wania Sorguiere, “aprender a aceitar o não é superimportante para moldar o humor do seu filho e fazê-lo entender, desde pequeno, que não se pode ter tudo”.

Mas, qual o momento de começar a impor esse limite? Quanto antes melhor. Alguns especialistas defendem que já no primeiro ano do bebê é preciso criar regras para as crianças: não toque, não suba, não coloque na boca são alguns exemplos.

Com o passar do tempo, as regras vão se adequando à realidade dos pequenos. Agora é preciso definir o horário dos estudos, quantos doces se pode comer ao dia, quantas horas podem ser gastas no computador etc.

Mas essa imposição de limites não acontece de qualquer forma. Antes de tudo, os próprios pais precisam estar certos de suas atitudes. Eles devem ter consciência de seus atos, por mais que naquele momento acabem entristecendo os filhos.

Veja também: Produtos personalizados para o presente do dia das crianças

Além disso, os pais precisam impor-se como autoridades diante das crianças. E isso não se consegue com gritos ou chantagem emocional. Há uma série de sinais verbais que são muito importantes na hora de impor limites às crianças. Entre eles estão o tom de voz, a atitude e firmeza.

Para a psicóloga neozelandesa Diane Levy, especializada no aconselhamento de pais e autora do livro “É Claro que Eu Amo Você… Agora Vá para o Seu Quarto!” (Editora Fundamento) a fórmula para ter filhos disciplinados está em nove atitudes: não dar mais de um aviso, não adular, não subornar, não ameaçar, não punir, pedir uma só vez, dizer de maneira energética e agir. Segundo Diane “quando você evita explicar muito, avisar muito, adular, subornar, ameaçar e punir, você poupa tempo e energia e mantém a sua dignidade como pai ou mãe”.

E você, como faz para impor limites aos seus filhos? Está com dificuldade nessa área? Compartilhe suas experiências. Deixe seu comentário ao final desta página!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *