Seu filho quer um bichinho de estimação. E agora?

É quase inevitável: uma hora ou outra as crianças aparecem querendo ter um bichinho de estimação. Nesse momento, é importante pensar muito bem antes de ceder aos apelos dos seus filhos, já que um animal em casa irá requerer muitos cuidados – e a possibilidade de que estes cuidados recaiam sobre os pais é enorme. Pese muito bem o impacto que isso terá na vida do restante da família. Vocês estão preparados para ganhar um filho de quatro patas?

Os benefícios para as crianças

As crianças podem se beneficiar muito do convívio com animais domésticos. Os bebês podem exercitar a coordenação motora acariciando o animal ou mesmo imitá-lo, engatinhando atrás dele. Crianças um pouco maiores podem ainda desenvolver mais responsabilidade através de sua relação com os bichinhos, já que precisarão aprender a cuidá-los.

E este é um ponto muito importante: para que as crianças sejam capazes de tirar o melhor do convívio com os animais, os pais devem pedir ajuda com os principais cuidados com o bichinho. Por volta dos quatro anos, as crianças já são capazes de trocar a comida e a água dos animais, por exemplo. Crianças um pouco maiores também podem levar o cachorro para passear ou até limpar a sujeira feita por eles.

Qual animal escolher?

Quem mora em apartamento ou casa sem pátio deverá optar por animais menores, como gatos ou raças pequenas de cães. Por serem animais muito frágeis, é melhor evitar adquirir coelhos, hamsters ou outros bichinhos menos convencionais para as crianças, já que eles costumam precisar de cuidados muito específicos. Quem mora em casa terá um pouco mais de liberdade, podendo optar ainda por raças maiores de cães ou mesmo adotar um vira-lata.

Para famílias que passam muito tempo fora de casa, a dica é preferir gatos, já que estes animais exigem menos atenção e são capazes de passar grandes períodos do dia sem companhia.

Como dizer não?

Muitas vezes, incluir um animalzinho na rotina da família pode ser complicado. Nesse caso, é importante explicar para a criança o porquê de não ser o momento ideal para ter um bichinho. Pode ser porque a sua casa é pequena demais, pelos custos envolvidos ou mesmo por alguém na família ser alérgico a pelos.

A infância é o momento em que precisamos aprender nossos limites e, caso não seja a hora certa para a família ganhar um membro de quatro patas, as crianças podem até demorar um pouco para assimilar a ideia, mas serão capazes de entender isso.

Beijos,

Fabi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *