A dificuldade de impor limites aos filhos

A dificuldade de impor limites aos filhos

Cada vez mais as famílias vêm adotando um modelo mais liberal da educação dos filhos. Isso pode ser efeito dos pais dos anos 1980, que haviam sido criados de forma muito rígida e prezavam por mais liberdade. Mas, os filhos têm se tornado cada vez mais dominadores dentro do ambiente familiar. Além disso, leis de proteção à infância e maior visibilidade dos pequenos na mídia têm sido fatores que contribuem para a maior liberdade da criança, que acaba por tirar a dos pais.

O psicanalista Renato Mezan afirma que isso “por um lado, é um avanço social, há mais diálogo na família e mais decisões consensuais. Mas, por outro, os pais têm medo de exercer a autoridade legítima”. Alguns pais se sentem na obrigação de mimar os filhos, e cada vez menos se diz “não”. Principalmente quando há, na sociedade, o estereótipo de “mãe perfeita”, por exemplo.

É importante ressaltar que a vida dos pais não deve ser vivida em função dos filhos. A pedagoga e doutora em antropologia, Adriana Friedmann, explica que entre dois e três anos as crianças “experimentam um jogo de força com os adultos”, isso porque estão na fase de se autodescobrirem. E por isso a importância de se impor regras. “Os limites devem ser colocados na primeira infância, quando se constroem as bases da personalidade”.

Veja abaixo algumas dicas que podem te ajudar a impor limites nos filhos:

ROTINAS: É importante estabelecer rotinas para seu filho. Isso inclui a determinação de horários para comer, acordar, brincar, fazer tarefas, dormir.

MANHA Toda criança faz manhã, birra, tem acessos de raiva e histeria. Tente ignorá-los. Quando ela estiver mais calma, chame-a e converse sobre a sua atitude, explicando que não é dessa maneira que deve demonstrar o que sente e que vai conseguir as coisas.

ATITUDES POSITIVAS: Quando seu filho tiver uma atitude positiva, é importante que seja reconhecido. Porém, é preciso tomar cuidado: prêmios materiais podem mimá-lo mais ainda. Experimente utilizar elogios.

ESCOLHAS: A criança precisa ser estimulada a saber fazer escolhas. Para isso, defina primeiramente as opções e peça para seu filho escolher – entre dois tipos de verdura ou legumes, por exemplo.

SER EXEMPLO: Os pais são o maior exemplo que os filhos podem ter, é neles que a criança se espelha. Então, se não quer que ela brinque na hora do jantar, seja exemplar e não faça outras coisas enquanto come, por exemplo.

Às vezes pode haver dificuldade em impor limites aos filhos, mas saiba que com paciência e determinação isso é possível. Quem manda são os pais e as crianças precisam saber disso. Sejam, portanto, compreensivos e abusem dos diálogos na busca pela harmonia do lar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *